CIATEC - O QUE, POR QUÊ, PARA QUÊ?

Sinopse da entrevista com o Ex Diretor Presidente da CIATEC Prof. Dr. Carlos Alberto da Silva Lima, concedida ao repórter Cassio Abreu, por ocasião da recepção do Prêmio “Cidade de Campinas 2014” em Ciência, Tecnologia e Inovação, pela nova administração da CIATEC.

 

Iniciando a entrevista, perguntado sobre o que é a CIATEC, o Prof. Lima explicou que a Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas (CIATEC) é uma empresa pública municipal, de economia mista que tem como missão institucional promover e coordenar a implantação de políticas públicas municipais na área de ciência, tecnologia e inovação (CT&I), em articulação com as respectivas políticas nos âmbitos estadual de São Paulo (como aquelas estabelecidas pelo SPTec - Sistema Paulista de Parques Tecnológicos - e pelo RPITec – Rede Paulista de Incubadoras Tecnológicas) e federal (como, por exemplo, as definidas na Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI), voltadas para o apoio à micro e pequenas empresas de base tecnológica. A CIATEC tem credenciamento provisório, junto ao SPTec, como gestora de um Parque Tecnológico, mantendo atualmente, em plena atividade, uma Incubadora de Empresas de Base Tecnológica.

Para que melhor se entenda o porquê da CIATEC e sua relevância atual como importante vetor do desenvolvimento sócio econômico municipal e regional, continuou o Professor, é preciso ter em conta a importância que o ecossistema de desenvolvimento de uma cidade inteligente, e por isso sustentável, forjado com base em táticas que se apoiam, entre outros, no eixo estratégico da Ciência, Tecnologia e Inovação, desfruta no conceito de governança da atual administração do Prefeito Jonas Donizette e, entre outras, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, sob o comando do Secretário Dr. Samuel Rossilho. A CIATEC surge, nesse contexto, como uma das alavancas propulsoras desse desenvolvimento.

De fato, disse o Ex Presidente, abordando o para quê da CIATEC, o fato é que, através de sua incubadora de empresas, ela vem auxiliando, há décadas, o surgimento e a evolução de empreendimentos inovadores que, desenvolvendo novas tecnologias, geram novos produtos e processos industriais de alto valor agregado.

Por isso, em sua proativa participação no planejamento e execução das políticas de CT&I da cidade, a CIATEC abriga um programa de excelência na incubação de empresas, o NADE (Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Empresas). Além disso, agregou o Professor, a CIATEC coordena a implantação de um Parque Tecnológico, que reúne os Polos I e II de Alta Tecnologia de Campinas, voltados para sediar a implantação e desenvolvimento de empresas representativas do empreendedorismo inovador, bem como instituições de pesquisas científicas e tecnológicas.

Estes Polos estão situados, respectivamente, nas áreas tradicionalmente identificadas, em Campinas, como CIATEC I e CIATEC II. Reconhecida nacionalmente como uma das primeiras, e mais importantes, incubadoras com largo espectro de nichos empresariais da América Latina, a CIATEC nasceu, lembrou o Professor, como empresa pública, em 1996 e está fortemente integrada, desde então, com diversos centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e com instituições universitárias responsáveis pela formação de recursos humanos de alto nível (graduação e pós-graduação) aqui em Campinas, parceiros aos quais farei referencia mais adiante.

Conta igualmente, enfatizou, com ativas parcerias com centros de apoio empresarial como o Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa de Campinas (SEBRAE-Campinas, braço na cidade, do SEBRAE – SP e do SEBRAE-Nacional), inclusive no que se refere ao apoio do CERNE (Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos) e da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos, recentemente, com não menos singular importância, a partir de elos que estão sendo criados em sua administração, o apoio do CIESP-Campinas e da COMEX-Campinas (Câmara do Comercio Exterior de Campinas e região metropolitana), ambos com grande promessa de construirmos uma auspiciosa sinergia, aduziu concluindo.

A incubação é uma poderosa alavanca de incentivo e viabilização do empreendedorismo com inovação tecnológica, atividade altamente desenvolvida nos países com economias fortes e sustentáveis e pautas de exportação altamente competitivas no plano internacional, e que se fortalece a cada dia também no Brasil, disse o Presidente. O objetivo pragmático da CIATEC é, neste momento, incubar empreendimentos de base tecnológica, privilegiando aqueles portadores de inovação em produtos e processos, particularmente em nichos estratégicos, visando o crescimento qualificado da economia da cidade e, por extensão, do Estado de São Paulo e da nação brasileira, buscando a ampliação do índice de sobrevivência e da competitividade de micro e pequenas empresas, incentivando o fortalecimento da cultura do empreendedorismo inovador, aumentando, assim, a geração de renda e empregos qualificados, ensejando melhores resultados para a balança comercial municipal, estadual e nacional, através da participação destas novas empresas na pauta de exportação, enfatizou o Prof. Lima.

Ao referir-se às trinta empresas atualmente incubadas na CIATEC, e a mais de uma centena de empresas incubadas até hoje, com um índice de sobrevivência, entre as já graduadas, superior a 50%, um índice surpreendente para uma atividade de risco. Isto põe em evidencia algo que a atual administração reputa de fundamental importância para aumentar a taxa de sucesso das empresas incubadas na CIATEC: garantir-lhes amplo preparo, inclusive no que se refere à gestão tecnológica, pesquisa de mercado e mecanismos de inserção, ao longo dos estágios de incubação que antecedem o lançamento competitivo dessas micro e pequenas empresas no mercado industrial correspondente.

O Premio que ora recebemos, com muito orgulho, em nome da CIATEC, disse o Professor, encerrando a entrevista, reconhece e homenageia todo um ecossistema inequivocamente presente em Campinas, no qual a CIATEC desempenha um papel indutor fundamental, onde o novo governo municipal, permitam-me reiterar aqui, privilegia Ciência, Tecnologia e Inovação como um dos eixos estruturantes do seu plano de desenvolvimento econômico e social, sublinhado por um Planejamento Estratégico decenal, baseado em Politicas de Estado.

 

Sinopse da entrevista com o Ex Diretor Presidente da CIATEC Prof. Dr. Carlos Alberto da Silva Lima, concedida ao repórter Cassio Abreu, por ocasião da recepção do Prêmio “Cidade de Campinas 2014” em Ciência, Tecnologia e Inovação, pela nova administração da CIATEC.